Imprensa

Com pouca visibilidade, grupos culturais imigrantes reivindicam protagonismo no país

Em um contexto em que as temáticas da imigração e do refúgio têm se tornado cada vez mais conhecidas com a atenção da mídia voltada para o grande aumento no fluxo migratório mundial, coletivos e eventos culturais de imigrantes têm ganhado mais protagonismo, ainda que de forma seletiva.

A Equipe de Base Warmis, frente do Organismo Internacional Convergência de Culturas, foi criada há três anos para integrar e lutar pelos direitos das comunidades de mulheres imigrantes em São Paulo. "A gente surgiu da necessidade de debater o tema da violência obstétrica, pois estavam morrendo muitas mulheres imigrantes, principalmente bolivianas, nessa situação. Passamos a lutar por temas que tem a ver com o direito das mulheres imigrantes, no geral, e percebemos que essas comunidades não estão em contato com o resto da sociedade brasileira", conta Andrea Caravantes, imigrante chilena e uma das integrantes do grupo.

Recentemente, a Warmis tem desenvolvido projetos voltados para a área cultural, como oficinas de slings andinos, e um grupo de música andina formado apenas por mulheres. "A gente quer mostrar o que os imigrantes trazem, para acabar com essa ideia típica de que os imigrantes vem para o Brasil para roubar empregos. A gente quer que as mulheres imigrantes e filhas de primeira geração de imigrantes possam se empoderar e se reconhecer como imigrantes, porque essa palavra ainda carrega uma carga negativa aqui no Brasil. Achamos importante criar essa ponte com a comunidade brasileira e entre os outros imigrantes… fazer um intercâmbio de culturas”.

Na opinião de Andrea, apesar de estarem surgindo muitas iniciativas de cultura imigrante, ainda falta espaço para esses projetos. "As comunidades imigrantes ainda não tem visibilidade, até mesmo entre os movimentos sociais. Mesmo na música e na cultura no geral, ainda se fala muito de artistas brasileiros ou estrangeiros, mas nunca se fala da cultura imigrante", destacou.

Leia a matéria completa em:

https://www.brasildefato.com.br/2016/07/21/com-pouca-visibilidade-grupos-culturais-imigrantes-reivindicam-protagonismo-no-pais/

Quem Somos

Somos mulheres voluntárias, que queremos transformar nossa realidade, desenvolvendo e promovendo atividades em nossas comunidades.

Quer saber mais?

Projetos

Conheça os projetos nos quais a Warmis esta envolvida. Saiba o que fazemos e o que queremos mudar. Seja a mudança conosco!

Conheça!

Materiais

Lista de Materiais sobre migração, mulheres, não-violência ativa e humanismo universalista. Confira! A lista está sempre sendo atualizada.

Leia mais

Blog

Nosso Blog está sempre atualizado com as últimas notícias referidas aos nossos projetos e aos temas referentes a mulheres e migração.

Confira!