Skip to main content

Mulheres no Exílio: Memórias, Resistência, Identidade

No dia 19 de março, terça-feira, às 18h, o Centro Cultural São Paulo sediará o evento "Mulheres no Exílio: Memórias, Resistência, Identidade". Organizado pela Equipe de base Warmis - Convergência das Culturas e com o apoio do Centro Cultural São Paulo, o evento busca refletir sobre os 60 anos do Golpe Militar de 1964, focando especialmente no papel das mulheres exiladas nesse período amargo da história brasileira.

Entre as convidadas, destaca-se Bela Feldman-Bianco, PhD em Antropologia (Columbia) com pós-doutorado em História (Yale), é professora colaboradora dos Programas de Pós-Graduação em Antropologia Social e de Ciências Sociais, ambos na UNICAMP. Recebeu, entre outras distinções, o Prêmio Zeferino Vaz de Excelência Acadêmica do IFCH/UNICAMP (2002), o Prêmio Roquete Pinto por suas contribuições à Antropologia (ABA 2014)) e o Prêmio ANPOCS de Excelência Acadêmica Gilberto Velho (2017). Suas pesquisas e publicações sobre migrações transnacionais combinam análises de cultura e política em perspectiva comparativa. Coordena o projeto Desloca (Migra) mentos: Por uma perspectiva global das migrações e deslocamentos (CNPq). Foi presidente da ABA -Associação Brasileira de Antropologia (2011-2012), membro titular do Comitê de Assessoramento em Ciências Sociais do CNPq (2008-2011) representante da Área de Antropologia e Arqueologia da CAPES (2005-2007), entre outras atividades. Atualmente, é conselheira do Conselho Nacional de Imigração (CNIg) onde representa a SBPC e é membro eleito do Comitê Diretor do WCAA (Conselho Mundial das Associações Antropológicas) onde representa a ABA.   

Clara Politi, 73 anos, imigrante argentina, antes de se estabelecer em São Paulo, Brasil, viveu em vários outros países. Ativista na área de imigração, em grupos judaicos progressistas e em grupos de Direitos Humanos. Ela escreveu um livro que foi lançado neste mês contando suas memórias.

O evento acontecerá na Sala de Debates, Piso Caio Graco, no Centro Cultural São Paulo, localizado na Rua Vergueiro, 1000 e será mediado por Andrea Carabantes, integrante da Warmis. Este evento será uma oportunidade para trocar experiências, ouvir como se constrói a identidade quado se é forçada a emigrar do país de origem e refletir sobre a importância da memória coletiva na resistência contra o avanço do néo-fascismo e contra todas as formas de violência.

Para finalizar abriremos o microfone para perguntas dos e das assistentes.

Convidamos a todos e todas a participar deste evento. Junte-se a nós no dia 19 de março para fazer parte dessa importante discussão!

Evento: "Mulheres no Exílio: Memórias, Resistência, Identidade"
Data: 19 de março de 2024 - 18h
Local: Sala de Debates, Piso Caio Graco, no Centro Cultural São Paulo ( Rua Vergueiro, 1000)
Gratuito

  • Acessos 988

Compartilhe este conteúdo com seu contatos!